Manual da balada produtiva – Parte 1: A preparação

Publicado: agosto 19, 2010 por A Prima em Universo Feminino
Tags:, , , , , , , , , , , , , ,

Universo FemininoA Prima

Olá lindinhos!

Depois de um post voltado para aqueles que estão dispostos a se amarrar, começo uma série voltada para aqueles que estão sozinhos. E o assunto da vez é: como sobreviver, aproveitar e ter sucesso na balada.

Se você está sozinho, não há lugar melhor pra conhecer pessoas novas do que uma balada. Mas para que isso aconteça de uma forma saudável, segura e, principalmente, produtiva, algumas dicas são importantes e fazem toda a diferença. Afinal de contas, você não se achou (nem achou nenhuma parte sua) no lixo, então você merece encontrar pessoas interessantes, certo? 😉 E é isso que vamos começar a trabalhar hoje, e o faremos em doses homeopáticas.

Nada melhor que começar exatamente do começo, não é? Então, o pontapé inicial está na preparação para a balada. Muita gente acha que pegar o carro, sair rodando pela cidade e parar na balada que parecer mais cheia e interessante é o mais fácil e produtivo. Ih, queridos, não mesmo! Isso inclusive pode ser fonte de vários outros novos problemas.

Canso de ver por aí um mooooooonte de gente perdida em baladas. Quem são os perdidos de baladas? Aqueles que não têm nada a ver com o estilo dela (um metaleiro que cai num pagode, um cowboy que cai numa trance, ou um machão que cai numa balada GLBT), ou que vão preparados pra uma coisa e encontram outra (vão super alinhados para um lugar despojado, ou o contrário). O resultado para os perdidos de baladas é, geralmente, desastroso. E é exatamente isso que vamos evitar com as dicas de hoje!

Só destaco uma coisa: não estou dizendo que não vale a pena conhecer baladas que fogem do seu roteiro convencional. Um metaleiro pode, eventualmente, ir parar em um pagode, desde que saiba exatamente o que lhe espera. Então, se você quiser mudar de ares, mude! Mas se for fazer isso, faça de forma consciente e preparada, e não caindo de pára-quedas.

Esclarecimento feito, vamos às dicas de preparação para uma balada de sucesso!

Escolha cuidadosamente o lugar onde você vai

Escolha cuidadosamente o lugar

Esse é o ponto crucial. Faça o levantamento das baladas disponíveis na sua cidade de acordo com o estilo que você procura. Vale usar o Google, os guias eletrônicos que as cidades maiores costumam ter e as dicas dos jornais locais. Mas nada é mais eficaz que o conselho de quem você confia e conhece da balada. Todo mundo tem um amigo baladeiro que sabe dizer direitinho quais os melhores para se freqüentar e dar dicas sobre o funcionamento do local.

O importante é saber exatamente onde você vai parar, qual o público que freqüenta e o que você pode esperar de lá.

Dica da Prima: Tenha sempre um plano B e, se possível, um plano C. Nunca se sabe se uma casa vai ou não lotar; se lota, você não vai ficar perdendo tempo pensando em outras possibilidades!

Adeque seu estilo de vestir ao local

Roupas

Não se vista assim, nem assim e muito menos assim!

Escolhido o lugar e sabendo como é o ambiente e as pessoas que o freqüentam, pense no que vai vestir. Você não precisa mudar completamente seu estilo, mas procure adequá-lo minimamente ao local escolhido. Se você não fizer isso, vai ficar deslocado e, com certeza, terá suas chances de interação reduzidas a 10% do habitual.

Dica da Prima: Roupas mais neutras e básicas dificilmente deixam alguém na mão. É hora de usar as peças coringa que a Cyn apresentou!

Pense na logística

Se vai de carro, procure já saber se a casa possui estacionamento próprio ou se é fácil (e seguro) conseguir vagas nas redondezas. Além disso, certifique-se de que a gasolina que você tem é mais que suficiente para o trajeto casa-balada-casa e algum outro desvio, bem como se a limpeza do carro está adequada. Afinal, você pode estar em sua noite de sorte e sair muito bem acompanhado da balada, e não vai querer passar vergonha com o carro imundo ou sem gasolina! 😉

Logística

Alguém quer uma carona?

Se vai de ônibus ou táxi, já veja onde são os pontos próximos e leve anotado. Tenha um número de táxi de confiança em local de fácil acesso, pois você pode precisar dele em condições adversas. Você sabe como é, lindinho, extremo grau de alteração etílica (bebedeira) te faz ter dificuldades imensas para conseguir chegar em casa. E você não vai querer ficar caído na rua esperando alguém te socorrer, não é? 😛

Homens no EspelhoRetoques

Antes de sair de casa, confira se o cabelo está arrumado, se a roupa não tem etiquetas penduradas ou furos constrangedores, se não tem nada agarrado no dente, se o perfume está em ordem e se a barba está feita (se este for seu estilo, claro). Estabeleça uma rotina de checagem, pois estes itens que citei são os grandes responsáveis por fazer as garotas saírem correndo mais que velocistas em época de Olimpíada.

A PrimaTerminamos a preparação inicial. Semana que vem falaremos sobre o “esquenta”, seu grande aliado. Até lá! 😉

Se você tem alguma outra dica, se discorda de algo que foi dito aqui ou quer sugerir algum tema para a Prima analisar sob a perspectiva do Universo Feminino, entre em contato com a gente! O e-mail é hsf.aprima@gmail.com . Beijos, lindinhos! E até a próxima! ;)

comentários
  1. Sschmidt disse:

    Tem que testar agora pra ver se dá certo!!
    Ta bem bacana!!Continuem assim!

  2. Ruama disse:

    Muito bom o texto! Detalhe: ele também vale para as moças, com algumas pequenas adaptações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s