Pagar a conta, dividir ou deixar que ela pague? Eis a questão!

Publicado: julho 1, 2010 por A Prima em Universo Feminino
Tags:, , , , ,

Universo FemininoA PrimaPor: A Prima

Olá, lindinhos!

O assunto de hoje é polêmica que existe há tempos e está longe de ter uma solução definitiva. Quem nunca ficou sem saber o que fazer quando, durante um encontro, a conta da noite chega? A dúvida é cruel: segue-se a tradição social do “homem banca tudo”, a velha máxima do “quem convida, paga”, a justiça da divisão em partes iguais ou o modernismo da auto-suficiência feminina?

Não há resposta certa pré-definida para a questão, e a opinião é bem dividida. É só dar uma olhada nas comunidades sobre o assunto no Orkut para ver que não há consenso. Quando estava escrevendo este post, a comunidade “Homem tem que pagar a conta” estava com 5.607 membros, e a comunidade “Mulher também paga a conta” estava com 6.122 membros, fora outras inúmeras comunidades menores sobre o assunto. E há argumentos que sustentam todos os posicionamentos.

Existem aqueles danadjenhos e danadjenhas que são machistas ou defensores árduos do extremo cavalheirismo (posturas que, aliás, são separadas por uma linha tênue e até se confundem, o que será objeto de post futuro), que entendem que arcar com as despesas é tarefa do homem. Têm como fundamento a tradição.

O oposto deste posicionamento está com partidários do feminismo, que sustentam tanto a divisão dos custos entre lindinho e lindinha quanto o suporte total dos custos pela garota, especialmente quando o convite parte dela. A justificativa para este comportamento está na famosa “igualdade de sexos” e na independência feminina conquistada ao longo do tempo, que permitiu que as mulheres pudessem alcançar mais facilmente a autosuficiência financeira.

E aí? Como deve o homem se portar diante de sua garota, sem saber exatamente a qual das correntes acima ela pertence? Não há uma receita pronta, mas vamos no post de hoje reduzir ao máximo esse problema e dar dicas para que vocês, meus lindinhos, possam lidar com as mais diferentes situações, sem frescuras, e ainda ganhando pontos com suas garotas. Vamos lá?

Existem apenas dois elementos que atraem de forma quase irremediável a responsabilidade unilateral pelo pagamento da conta: acordo prévio e peso da conta/capacidade de pagamento. Apesar de raro, é possível que você e sua garota conversem antes sobre quem irá pagar as despesas. Não, lindinho, esta não é uma sugestão nem dica do que fazer, muito pelo contrário. Abordar o assunto assim, de cara, é bola fora. Mas isso pode acontecer, especialmente se você vai sair com alguém que já conhece há muito tempo, com quem tem boa intimidade, e o assunto surge de forma natural (como nos casos de grandes amigos de longa data que, em um dado momento, acabam percebendo que pode rolar algo mais entre eles). Nestas situações, deve prevalecer o que foi acordado. Outra situação que atrai a responsabilidade pelo pagamento é quando você chama sua garota para um passeio em que a conta vai sair extremamente salgada e/ou é incompatível com a situação financeira dela. Nestes casos, o ideal é que você se prepare para arcar com as despesas sozinho. Afinal, nada impede que você planeje um encontro dos sonhos se você tem condições de bancar; o que não vale é transferir esse seu desejo para sua garota, porque de um “encontro dos sonhos” a saída pode virar “a hora do pesadelo”. Então, tenha bom senso: se escolher alguma coisa que está fora das possibilidades financeiras da sua garota, arque com todos os custos, sem pensar sequer meia vez.

Fora isso, o segredo para evitar problemas e constrangimentos é: sempre esteja preparado para pagar a conta sozinho. Pode ser que na hora a sua garota divida a conta com você, mas pode ser que ela seja partidária da idéia de que o homem é quem deve pagar a conta. Então, na dúvida, planeje tudo para se encaixar dentro das suas possibilidades, o que irá te livrar de situações constrangedoras.

Excluindo as duas hipóteses que atraem para você a responsabilidade pelo pagamento, e estando preparado para assumir a conta sozinho caso seja necessário, você está em terreno seguro. Agora, vamos analisar cada uma das etapas de possíveis relacionamentos para traçar a melhor estratégia sobre a conta:

No primeiro encontro

O ideal é seguir a velha máxima do “quem convida, paga a conta”. Você, como bom cavalheiro, vai estar preparado para pagar a conta sozinho, afinal, você escolheu um lugar que tem um custo compatível com o seu orçamento e quer ser cavalheiro com sua garota. Não pense sequer meia vez em dar algum tempo para sua garota dizer se quer ou não dividir a conta. Procure agir com naturalidade quando da chegada da conta, e já providencie o pagamento. Isto passa a idéia de segurança para sua garota. Se ela achar que sim, o homem deve pagar a conta, ela vai ficar calada e você ganhará pontos com ela. Se ela achar que a mulher deve contribuir ou arcar sozinha com as despesas, ela irá se manifestar. Diante disso, caberá a você agir como achar melhor, principalmente a partir da análise do comportamento dela e de como ela manifestou seu interesse. Uma insistência de sua parte em pagar a conta sozinho sempre cai bem, mas uma insistência educada, algo como “Se você não se importar, eu gostaria de lhe fazer esta gentileza, pelo menos na noite de hoje”. Pronto, você marcou para sua garota que é um ato de cavalheirismo, e não de machismo, e deixou aberto o caminho para que outras despesas futuras sejam divididas. Foi seguro, educado e atencioso. Se a dama insistir em contribuir, não há mal nenhum em aceitar. Aceitar ou não a ajuda depende de você. Pode ser que sua garota aceite e diga que a próxima é por conta dela. Neste caso, no segundo encontro, vá novamente preparado para pagar a conta (o seguro morreu de velho!), mas se ela se manifestar para arcar com as despesas, você pode aceitar a retribuição da gentileza do primeiro encontro (o que muitos homens simplesmente não conseguem fazer) ou insistir na divisão. Depende da sua análise da situação. Um último alerta: circula entre as mulheres a lenda de que o homem que se oferece para bancar a conta o faz com a intenção de levar a mulher para a cama (como se estivesse pagando pelo sexo). Faça o possível para evitar essa idéia, lindinhos… Por mais que em alguns momentos a sua intenção seja mesmo terminar a noite em ambiente mais íntimo, não deixe que seu ato de cavalheirismo seja confundido com um ato de compra de favores sexuais!

Encontros seguintes

Tudo correu bem no primeiro encontro, e vocês estão programando várias saídas. Vale aqui a mesma regra geral: esteja sempre preparado para arcar com os custos daquilo que você propôs como programa. E aqui se espera que a mulher já se movimente no sentido de se oferecer para bancar alguma coisa ou dividir a conta. Se ela não se movimentar, e você quiser e/ou não se importar em continuar bancando, tudo bem. Se ela não se oferecer para bancar algo ou dividir a conta, e você se sentir incomodado (ou achar que ela é só uma interesseira, o que infelizmente é possível), a estratégia é simples: ao discutir as possibilidades de encontro, diga que gostaria muito de vê-la, mas que você teve gastos inesperados e está com o orçamento limitado. Se ela realmente estiver interessada em você e não no que você paga para ela, ela irá se oferecer para dividir os custos ou propor outro programa mais barato, que se adapte à realidade financeira dos dois. Começar a dividir a conta, já neste estágio, é saudável: não pesa no orçamento de ninguém e já começa a preparar o terreno para um eventual relacionamento saudável baseado no companheirismo. Se você está sem grana e sua garota se dispõe a bancar as saídas, você pode aceitar. Não se esqueça, entretanto, de retribuir a gentileza de alguma forma: vale presenteá-la com um livro que ela queira, com flores (ou uma única flor, o que é lindo!), ou mesmo preparar um jantar legal para ela. O importante é não perder a chance de ter momentos com sua garota e não deixar de retribuir a gentileza que ela fizer, ainda que você retribua de outra maneira.

Namoro e etapas seguintes

Depois de algum tempo de convivência, já dá pra saber a situação financeira de cada um e também as preferências. A situação financeira de cada um, o perfil do casal, as experiências anteriores e o modo como construíram a relação são os elementos que deverão ser considerados para definir quem irá pagar a conta. No entanto, fica a dica: a saída que menos gera problemas futuros é construir o relacionamento sob a bandeira do companheirismo, o que inclui dividir custos. Não precisa dividir cada conta individualmente; mas se hoje você pagou o restaurante, na próxima sua namorada pode pagar, e assim sucessivamente. Dessa forma, os elementos para possíveis discussões futuras são reduzidos (ninguém vai jogar na cara do outro que banca tudo e outro só aproveita), e os dois contribuem de maneira justa para a diversão do casal. Se há uma disparidade considerável entre a situação financeira dos dois, o ideal é sempre pontuar quando você não tiver condições de ajudar nos custos ou pagar a conta inteira. Transparência sempre! Desse jeito muitos problemas são evitados e vocês vão conseguindo achar maneiras de superar essa diferença, bolando programas que atendam as necessidades e respeitem as limitações.

A PrimaPara fechar o assunto, lanço aqui uma pergunta que é mais difícil que a do início do post: E a conta do motel, quem paga? Respondam, digam o que pensam, contem experiências pessoais, e A Prima fala sobre isso no próximo post!

Se você tem alguma outra dica, se discorda de algo que foi dito aqui ou quer sugerir algum tema para a Prima analisar sob a perspectiva do Universo Feminino, entre em contato com a gente! O e-mail é hsf.aprima@gmail.com . Beijos, lindinhos! E até a próxima! ;)

comentários
  1. thiago disse:

    eu sou manso ofereco a pagar mas se elas quiserem agraceco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s